Olival em Sebe para Azeitona de Mesa

  • Os excelentes resultados obtidos nos testes efetuados, abrem uma porta de esperança para o setor da azeitona de mesa.

  • olivar-de-verdeo-seto-1_pt

Dada a importância do setor das azeitonas de mesa em Espanha e no mundo, e cientes das dificuldades que o setor enfrenta (os altos custos tidos com a colheita e a escassa rentabilidade que têm levado muitos olivicultores a considerarem a hipótese de abandonarem a cultura), decidimos em 2007 incluir no nosso programa de Investigação e Desenvolvimento (I+D) uma série de testes destinados a avaliar o comportamento agronómico de diversos tipos de olivais para azeitonas de mesa, plantados em sebe e com diferentes compassos.

  • 1.º Teste de Olival em Sebe para Azeitonas de Mesa

    Exploração agrícola:
    Localidade:
    Data da plantação:
    Compasso da plantação:
    Variedades:
    Almadragueira
    Campo Maior (Portugal)
    Julho 2007
    3,75 x 1,35 m
    Manzanilla Cacereña e Sevillana
  • olivar-de-verdeo-seto-2_pt

Objetivo do teste: analisar a produção, o tamanho do fruto, a velocidade da colheita, os custos tidos com a colheita, o estado das azeitonas imediatamente depois de terem sido colhidas e curadas (processo habitual e tradicional a que são submetidas as azeitonas na indústria local para serem conservadas ao estilo sevilhano). Obtivemos dados histológicos dos tecidos da polpa para analisar em detalhe a existência de eventuais danos celulares causados pela colheita com colhedora.

Nota: As azeitonas recém-colhidas na exploração foram introduzidas em recipientes com água e soda a 2,4% enquanto esperavam ser transportadas em cubas para serem conservadas na indústria local.

  • OBTIVEMOS OS SEGUINTES RESULTADOS

    Dados da produção:

    Variedade2010201120122013201420152016Média/ha
    Manzanilla “Cacereña”3.0009.70017.57813.85015.83612.78614.75812.501
    Manzanilla “Sevillana”3.0009.3009.67711.5057.42510.5689.7208.742
  • 10_3

  • 18_1

  • Dados obtidos da colheita de 2012:

    Nota: neste ano, a Universidade de Sevilha colaborou com a Todolivo na realização do teste.

      1. Tamanho médio do fruto: 3 g para a manzanilla cacereña e 3,5 g para a manzanilla sevillana.
      2. Colheita com colhedora:
        • Velocidade da colheita: 3,5 km/ha (1 hora e 25 minutos/ha)
        • Custos tidos com a colheita: (A 2,3 cêntimos por quilo de azeitonas)
      3. Danos observados nas “2 horas” que se seguiram à colheita
        • Fruto rachado (superfície afetada): Manzanilla Cacereña (90%) e Manzanilla Sevillana (100%)
        • Rachamento dos frutos: Manzanilla Cacereña (inferior a 2%) e Manzanilla Sevillana (17%)
      4. Recuperação dos frutos rachados depois do processo de cura”(técnica tradicional utilizada pela indústria para conservar as azeitonas de mesa)
        • Manzanilla Cacereña: 97,3% e Manzanilla Sevillana (98,7%)

Estado das azeitonas “Manzanilla Cacereña” depois do processo tradicional de cura a que são submetidas na indústria de conserva.

 

  • Manzanilla Cacereña
    Colheita Manual
    Todolivo_Cacerena Manual

  • Manzanilla Cacereña
    Colheita MecanizadaTodolivo_Cacerena Mecanizada

     

Nota: Azeitonas provenientes da colheita de 2012

Estado das azeitonas “Manzanilla Sevillana” depois do processo tradicional de cura a que são submetidas na indústria de conserva.

  • Manzanilla Sevillana
    Colheita Manual

  • Manzanilla Sevillana
    ColheitaMecanizada

     

Nota: Azeitonas provenientes da colheita de 2012

  • 10_3

  • Dados do teste efetuado pela Todolivo S.L. à colheita de 2014 na exploração agrícola: Almadragueira

    (Pendiente de recolectar)

      1. Tamanho médio do fruto: g para a Manzanilla Cacereña e g para a Manzanilla Sevillana
      2. Colheita com colhedora:
        • Velocidade da colheita:
        • Custos tidos com a colheita:
      3. Danos observados nas “2 horas” que se seguiram à colheita
        • Fruto rachado (superfície afetada):
          Manzanilla Cacereña (%) e Manzanilla Sevillana (%)
        • Rachamento dos frutos:
          Manzanilla Cacereña (%) e Manzanilla Sevillana (%)
      4. Recuperação dos frutos rachados depois do processo de cura”(técnica tradicional utilizada pela indústria para conservar as azeitonas de mesa)
        • Manzanilla Cacereña: % e Manzanilla Sevillana (%)
  • 21_1

Outros testes realizados pela Todolivo em Olivais em Sebe para Azeitonas de Mesa

 LocalidadFecha de plantaciónCompasso da plantaçãoVariedades
Elvas (Portugal)Janeiro 20083,75 x 1,35 mHojiblanco
Umbrete (Sevilha, Espanha)Fevereiro 20116 x 1,5 mManzanillo Cacereño e Sevillano
Fuente Piedra (Málaga)Abril 20117 x 3 mHojiblanco
Brenes (Sevilha, Espanha)Abril 20126 x 2 mManzanillo Sevillano
Lora del Río (Sevilla)Maio-Junho 20135 x 1,5 m (Manzanillo Cacereño)7 x 1,5 m (Hojiblanco)